Epistemologia e método

epistemologia-e-metodo-1

Epistemologia e método

epistemologia-e-metodo-1Epistemologia e método na obra de C. G. Jung

C.G. Jung, além de exímio psicoterapeuta, foi um pensador que construiu um teoria psicológica inédita, em termos psicológica inédita, em termos tanto ontológicos quanto epistemológicos e metodol´gicos, sendo possível se falar da construção de um paradigma científico da atualidade.

A proposta teórica de Jung encontrou forte resistência nos círculos acadêmicos ao longo do último século, sendo considerada pouco científica para os critérios de cientificidade vigentes na primeira metade do século 20. Entretanto, sua forma de abordar os fenômenos psicológicos, de acordo com clark (1993), antecipou as propostas revolucionárias de karl Popper e Thomas Kuhn em relação à produção de conhecimento científico, que inauguraram uma nova concepção de ciência e método de investigação. Ellenberg (1970) aponta Jung como precursor do método interpretativo na psiquiatria dinâmica no ínicio do século 20. Von Franz ([1975] 1992) afirma que a compreensão do inconsciente, formulada e praticada por Jung, marca o fim do racionalismo científico do século 19.

A reabilitação da psicologia analítica, no campo científico do século 20. Suas ideias têm atraído a atenção, sobretudo, da geração jovem, interessada em questionar os valores científicos dominantes e comprometida com uma concepção de mundo e conhecimento mais flexível e aberta à diversidade de opiniões (Hauke, 2000).

Eloisa M. D. Penna